Ian Davenport

Biografia


Sidcup, Inglaterra, 1966

Ian Davenport estudou no Goldsmiths’ College of Art em Londres, graduando-se em 1988 em Belas Artes. No mesmo ano, participou da exposição Freeze, com curadoria de Damien Hirst, que pela primeira vez reuniu muitos dos que viriam a ser os Young British Artists. Em 1991, foi o mais jovem artista já indicado para o prêmio Turner. Seu trabalho tem sido exibido internacionalmente, e faz parte de diversas coleções públicas, como a da Tate, de Londres, a coleção Weltkunst, de Zurique, e do Museu de Arte de Dallas, Texas.

Muitas das obras de Davenport são feitas derramando tinta sobre uma superfície inclinada e deixando a gravidade espalhar a tinta sobre a superfície. Além disso, o artista prioriza superfícies lisas, em vez de tela, e emprega tinta brilhante, de modo que o espectador possa ver o seu próprio reflexo no trabalho. Na obra Blue Court, de 2019, tinta acrílica escorre verticalmente em uma chapa de alumínio, em fios paralelos de cores predominantemente frias, como azuis e verdes, no meio dos quais aparecem fios vermelhos, em intervalos irregulares. A ordenação vertical é interrompida na base da composição que, aceitando inclinações diagonais e acúmulo de tinta, estabelece uma ilusão visual de profundidade, como se convidasse o espectador a atravessar a cortina colorida de linhas verticais. Em algumas instalações, Davenport exacerba a ilusão espacial ao instalar as pinturas rentes ao chão e fazendo a tinta escorrer para o espaço real, tingindo o piso da galeria com uma poça colorida. A obra de Ian Davenport afirma a inexaurível força da pintura e de sua relação com o espaço.


Exposição "Linha, Cor e Movimento"

Exposição "Linha, Cor e Movimento"


Apresentamos Linha, Cor e Movimento. A nova exposição online de acervo da Dan Galeria.