FullSizeRender

Biografia


Cluj-Napoca, Romênia, 1909 —
São Paulo, Brasil, 1978

Da pintura social bastante afim com a produção de Lasar Segall, Yolanda Mohalyi passou, no início dos anos 1960, para telas que são marcos na abstração informal brasileira. Com gestos fortes, tinta escorrendo e formas suaves boiando em um caldo de cor, a artista transfere para a linguagem abstrata toda a carga subjetiva de sua pintura  figurativa expressionista dos anos 1940 e 1950.

Usando sobreposições e transparências, Mohalyi constrói a sensação de profundidade – quiçá psíquica – de suas abstrações líricas, usando também o constraste entre cores quentes e frias para sugerir proximidade e distância nas várias camadas da composição. Suas telas são expressão subjetiva sem contorno de palavras, formando um campo pré-verbal de acontecimentos sensoriais, como se fossem registros delicados de vivências arcaicas.


Mulheres à Frente

Mulheres à Frente


Nunca é tarde para estender homenagem às mulheres. No último dia de março de 2020, a Dan Galeria apresenta a coletiva Mulheres à Frente, reunindo artistas brasileiras de extrema relevância e participação na nossa história da arte.


Exposição "Linha, Cor e Movimento"

Exposição "Linha, Cor e Movimento"


Apresentamos Linha, Cor e Movimento. A nova exposição online de acervo da Dan Galeria.